Postagens

Mostrando postagens de Março, 2016

Dinheiro

Dinheiro, qualquer meio de câmbio aceito para o pagamento de bens e serviços e para amortização de dívidas. Serve também como medida de valor econômico relativo. O número de unidades monetárias necessárias para a compra de um bem é denominada preço. Suas funções como elemento de câmbio e medida de valor facilitam o intercâmbio dos bens e serviços e a especialização da produção. Sem a utilização do dinheiro o comércio seria reduzido à troca direta de um bem por outro. As espécies mais importantes são: o dinheiro material, o dinheiro creditício e o dinheiro fiduciário. No primeiro caso o valor é do material de que é feito. Os principais materiais utilizados nesta espécie de dinheiro são o ouro, a prata e o cobre. O creditício consiste no papel avaliado pelo emissor, seja por um governo ou por um banco, para pagamento do valor equivalente em metal. O papel moeda, não conversível em nenhum outro tipo de dinheiro e cujo valor está fixado meramente por um decreto governamental, é…

Palavra da Quinzena: Aarônico

n adjetivo
1relativo ou pertencente a Aarão, legislador dos hebreus que foi irmão mais velho de Moisés e que lutou para livrar os judeus da escravidão no Egito
2Derivação: sentido figurado.
que habita as montanhas; montanhês

Papel de Parede em 4K

Imagem

Banhos e termas

Banhos e termas, em arquitetura, edifícios ou recintos dedicados ao asseio e ao banho, públicos ou privados. Desde a Antigüidade, a limpeza com água esteve associada a inúmeras atividades religiosas, em especial aos ritos de purificação. Essas práticas são importantes principalmente nas religiões muçulmanas (abluções) e hindus. O mikvah da religião hebraica ortodoxa e o batismo da católica derivam da imersão ritual. Por outro lado, várias civilizações consideravam o asseio pessoal como um hábito saudável e prazeroso, sobretudo as culturas clássicas grega e romana. Essa tradição foi transmitida, ao longo do tempo, a outras culturas, como a islâmica, até chegar ao mundo moderno ocidental. Acredita-se que os rituais de banho podem ter, também, uma função social pois são observados, desde tempos remotos, em regiões distantes entre si, como Escandinávia, Turquia, Irã e Japão.
Microsoft ® Encarta ® Encyclopedia 2002. © 1993-2001 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados…

Emagreça!

Palavra da Semana: Aacheniano

n adjetivo e substantivo masculino
1relativo a Aachen (R.F.A.) ou o que é seu natural ou habitante; aachenense
2Rubrica: geologia.
que ou o que cobre camadas carboníferas da região de Aachen (diz-se de terreno cretáceo)

Wallpaper in 4K

Imagem

Palavra do Dia: Aabora

n substantivo feminino
Rubrica: angiospermas.
m.q. dendezeiro (Elaeis guineensis)

Misto Quente Double Deck - Pimp My Food

Imagem

Hoje na História: 22 de Março de 2001

Falecimento de William Hanna, da dupla de criadores de desenhos animados Hanna-Barbera

Papel de Parede em 4K

Imagem

Todos os Modelos de iPhone

iPhone (2007)
O que veio – Tela de 3,5 polegadas sensível ao toque com tecnologia multitoque; câmera de 2MP. iPhone 3G (2008)
O que veio – GPS e 3G; loja App Store com venda de aplicativos. iPhone 3GS (2009)
O que veio – Câmera de 3MP para gravar vídeos; ligações feitas via comando de voz. iPhone 4 (2010)
O que veio – 24% mais fino, com versões em preto e branco; câmera traseira com flash e frontal para chamadas de vídeo. iPhone 4S (2011)
O que veio – Versão de 64GB com câmera traseira de 8MP; sistema de controle de voz, Siri; processador A5 de dois núcleos. iPhone 5S (2013)
O que veio – Processador A7, mais rápido; versão na cor dourada; flash duplo para melhor contraste nas fotos. iPhone 6 (2014)
O que veio – Tela maior; tecnologia NFC, de aproximação para pagamentos móveis. iPhone 6S (2015)
O que veio – Câmera de 12MP; tecnologia 3D Touch, para a tela reconhecer pressão; filmagem em 4k. (AG)

Receita de Limonada Suíça com Leite condensado

Imagem

Novo Refrigerador Panasonic NR-BB52

Imagem

Atalhos do Word

Com a tecla CTRL
1. CTRL+A: abrir um documento

2. CTRL+B: salvar um documento
3. CTRL+N: criar um novo documento
4. CTRL+W: fechar documento
5. CTRL+T: selecionar tudo
6. CTRL+N: aplicar negrito ao texto selecionado
7. CTRL+I: aplicar itálico ao texto selecionado
8. CTRL+S: aplicar sublinhar ao texto selecionado
9. CTRL+[: diminuir o tamanho da fonte em 1 ponto
10. CTRL+]: aumentar o tamanho da fonte em 1 ponto
11. CTRL+E: centralizar o texto
12. CTRL+Q: alinhar à esquerda
13. CTRL+G: alinhar à direita
14. CTRL+Z: desfazer ação
15. CTRL+R: refazer ação
16. CTRL+F1: expandir ou ocultar a faixa
17. CTRL+K: inserir hyperlink
18. CTRL+L: abra a caixa de pesquisa
19. CTRL+U: substituir texto, formatação e itens especiais
20. CTRL+P: imprimir documento
21. CTRL+F: abrir a caixa de diálogo de busca e pesquisa
22. CTRL+G: acionar o comando Ir Para
23. CTRL+H: substituir texto e formatação especial
24. CTRL+seta para a esquerda: mover o cursor uma palavra à esquerda
25. CTRL+seta para a direita…

Wallpaper in 4K

Imagem

The Evernote Web Clipper

Imagem

Chromebook Samsung XE303C12 - Vídeo Resenha Brasil

Imagem

Papel de Parede em 4K

Imagem

Via láctea - documentário

Imagem

Wallpaper in 4K

Imagem

Afeganistão

DADOS GERAIS

GEOGRAFIA- Área: 652.225 km². Hora local: +7h30. Clima: subtropical árido (maior parte). Capital: Cabul. Cidades: Cabul (1.424.400), Qandahar (225.500), Herat (177.300), Mazar-e-Sharif (130.600) (1988).

POPULAÇÃO- 24,9 milhões (2004); nacionalidade: afegane; composição: pashtun* 38%, tadjiques 25%, hazarás 19%, uzbeques 6%, outros 12% (1996). Idiomas: dari, pashtun* (oficiais). Religião: islamismo 98,1%, outras 1,8% (2000).

ECONOMIA- Moeda: afegane; cotação para US$ 1: 46 (ago./2004). PIB: US$ 20 bilhões**(2003). Força de trabalho: 11,7 milhões (estimativa, 2002).

RELAÇÕES EXTERIORES- Organizações: Banco Mundial, FMI, ONU. Embaixada: 2341, Wyoming Avenue NW, Washington D.C. 20008, EUA.

GOVERNO - República presidencialista. Div. administrativa: 34 províncias. Presidente: Hamid Karzai (desde 2001, eleito em 2004). Partidos: em formação. Legislativo: bicameral, não ativo (eleições previstas para 2005) – Casa do Povo (até 250 membros) e Casa dos Anciãos (com
representantes d…

ASSIM OS ANIMAIS DIZEM "TE AMO"

Animais costumam misturar ternura e agressividade em seu relacionamento amoroso. É a sábia natureza que os faz assim, para garantir que as espécies se reproduzam e sobrevivam. E os obriga a estranhos rituais, marcados por lutas de vida e morte, fantásticos truques de sedução, cuidados com as crias.

O amor e o ódio se tocam. O primeiro pode, inesperadamente, transformar-se no segundo. E vice-versa. No reino animal, esta máxima toma a força de quase uma lei. Quem já teve a oportunidade de presenciar os jogos amorosos de um casal de rinocerontes, por exemplo, percebeu isto: machos e fêmeas dão encontrões violentos, vezes e vezes seguidas, como se estivessem fazendo a guerra e não o amor. Mas quando livres de sua agressividade tudo se transforma,

Tal como entre os humano, entre os bichos também não é fácil a vida de um macho conquistador. Dele se espera que seja corajoso, fisicamente forte e dono de uma extraordinária imaginação. Pois quase sempre precisará passar por provas complicadas,…

COMO SE FORMAM OS RECIFES?

O coral nada mais é que um pequeno animal marinho, que vive em colônias - geralmente em mares de temperatura mais amena, como nas regiões tropicais e subtropicais. Enquanto está vivo, esse organismo secreta à sua volta um esqueleto de carbonato de cálcio, substância extraída da água do mar. Após sua morte, novas colônias desenvolvem-se sobre essa estrutura rígida, formando, com o tempo, os paredões calcáreos que chamamos de recife. O processo todo demora, obviamente, milhares de anos.

"Existem três tipos de recifes de coral: franjas, barreiras e atóis", afirma a bióloga Flora Hadel, da Universidade de São Paulo (USP). Sua formação geralmente começa pelas praias, estendendo-se até 400 metros mar adentro. Nesse estágio inicial, eles são batizados de franjas. Já as barreiras surgem quando a erosão das praias afasta o recife da beira-mar. É o caso da mais famosa dessas formações, a Grande Barreira de Corais, na Austrália, com 2 000 quilômetros de extensão. O atol, por sua vez, …

TODO PODER AO POVO

O caixote de concreto suspenso na Avenida Paulista há muito já perdeu o ar vanguardista. Não bastassem os templos bancários e industriais que o cercam, ganhou no último ano uma embalagem de gosto duvidoso: cartazes gigantes das quatro mega-exposições trazidas para comemorar seus 50 anos. Há quem ache a propaganda excessiva e de mau gosto. Mas gosto é gosto, enquanto a eficácia publicitária pode ser medida em números. Apenas a primeira das exposições que vão marcar os 50 anos do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, com a obra de Monet, trouxe 401.201 visitantes para o local. Entre eles, 300 mil nunca tinham ido a um museu na vida. Ao todo, são esperadas mais de um milhão de pessoas no ano de festa.

Falando na mesma linguagem dos cartazes que embrulham o prédio, o presidente do museu, arquiteto Júlio Neves, 62 anos, diz que ele vive "uma fase gloriosa, seu terceiro grande momento". Modestamente, ele estaria presidindo algo só comparável à fundação e à inauguração d…

Papel de Parede em 4K

Imagem

FIO MARAVILHA

Se tudo der certo, antes ainda do final do século estarão prontos os frutos da revolução dos supercondutores - os fios de cerâmica que são capazes de transportar eletricidade sem nenhuma perda de energia e cujos poderes magnéticos vão criar novidades fantásticas, como, por exemplo, o trem que anda no ar a altíssimas velocidades.

Das antigas e delicadas porcelanas chinesas às sofisticadas telhas usadas para proteger do calor o nariz do ônibus espacial americano, a cerâmica tornou-se uma das técnicas mais bem conhecidas do homem. O que ninguém nunca imaginou. porém, é que ela podia também ser empregada para construir fios elétricos pela simples razão de que sempre foi tida como péssima condutora de eletricidade e excelente isolante nas linhas de alta tensão. Mas aquela convicção desmoronou em meados de 1986 quando, totalmente por acaso, dois químicos franceses tiraram do forno uma cerâmica capaz de fazer milagres. Ela não apenas era uma boa condutora de eletricidade, mas possuía eficiê…