segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

CD Master of The Moon - Dio - Download

Marcadores:

domingo, 30 de janeiro de 2011

iPod touch wallpaper


iPhone / iPod touch wallpaper - Relief, upload feito originalmente por sklender.

Marcadores:

sábado, 29 de janeiro de 2011

WallPaper - Macbook


WallPaper, upload feito originalmente por Rogsil.

Marcadores:

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Wallpaper - BlackBerry


Wallpaper, upload feito originalmente por Rogsil.

Marcadores:

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

IPhone Papel de Parede


IPhone Papel de Parede, upload feito originalmente por Rogsil.

Marcadores:

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Papel de Parede - Windows 7


Papel de Parede, upload feito originalmente por Rogsil.

Marcadores:

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

como fazer pamonha

Marcadores:

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Lenovo ThinkPad X100e Review

Marcadores:

domingo, 23 de janeiro de 2011

Video Motivacional Palmeiras

Marcadores:

sábado, 22 de janeiro de 2011

Lg Optimus One

Marcadores:

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Robert Plant-29 Palms

Marcadores:

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

A National Acrobat - Black Sabbath - Download

Marcadores:

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Música carnática


Música carnática, tradição clássica musical do sul do subcontinente indiano, incluindo o Sri Lanka. Esta área corresponde aproximadamente a quatro dos estados indianos modernos: Tamil Nadu, Andhra Pradesh, Karnataka, e Kerala, onde o grupo lingüístico dravídico é falado (ver Línguas indianas). Até o século XVI, a música indiana não estava ainda dividida em carnática e hindustani (do norte da Índia). As razões dessa separação parecem relacionar-se com o crescimento da influência árabe e persa na região norte, com as bases do poder muçulmano estabelecidas após o século XIII, enquanto o sul permanecia livre dessas sublevações, continuando a desenvolver as tradições hinduístas. Seria simplista, entretanto, afirmar que por isso a música carnática moderna é mais antiga que sua correspondente hindustani, quando, com efeito, há mais aspectos unindo as duas tradições que separando-as.
A música carnática transformou-se e desenvolveu-se de maneira singular. Provavelmente originária da região de Karnataka (de onde provém a denominação “carnática”) nos séculos XVI e XVII, floresceu na corte de Vijayanagar, no Decão. Após a sua destruição em 1565, seu foco mudou para a região de Tanjore, no estado moderno de Tamil Nadu, onde, nos séculos XVIII e XIX, foi criada a maioria das peças do repertório atual. Nas apresentações de música carnática são quase sempre interpretadas peças de compositores conhecidos. Isto pode parecer relacionar-se, mesmo que superficialmente, mais à música européia que à hindustani, mas as duas tradições da música indiana dão grande liberdade de improvisação ao intérprete, e nenhuma delas recorre à anotações, tanto no ensino como na execução das peças. Há vários compositores carnáticos famosos, mas, na opinião geral, destaca-se a chamada “trindade” formada por Tyagaraja, Dikshitar, e Shyama Shastri, todos da região Tanjore.
A base melódica da música clássica indiana é o raga. O tratado em sânscrito Swaramelakalanidhi, escrito por Ramamatya (1550), define a separação entre a música carnática e a hindustani, e propõe uma classificação dos ragas carnáticos de acordo com a mela ou escala. Este conceito foi desenvolvido posteriormente por Venkatamakhin em Caturdandiprakasika (1620), como um sistema moderno de 72 melas. Por conseguinte, existe uma enorme variedade de ragas carnáticos, e muitos diferentes podem ser apresentados em um único recital. O raga é explorado em um alapana — espécie de introdução muito improvisada — que pode não durar muito tempo, sendo às vezes omitido. Uma característica dos recitais de música carnática é que quase todas as notas são sustentadas com algum tipo de gamaka, ou adorno, e os tempos extremos são geralmente evitados. Ao invés de desenvolver um raga e um tala ou ciclo temporal por uma hora ou mais, como acontece com freqüência na música hindustani, o intérprete carnático apresenta várias peças curtas, estendendo talvez um ou dois, dentre vários ragas e talas.
Existe também uma grande variedade de tipos de canção, que são usados nas atuações instrumentais. Muitos, como por exemplo o pada, são associados com a dança (ver Danças clássicas da Índia). Hoje, o mais comum é provavelmente o kriti, que alcançou seu auge na idade de ouro da “trindade” de compositores carnáticos. Abrange três seções, e a letra normalmente reverencia uma divindade hindu (ver Hinduísmo). Um tipo de composição de escala maior, permitindo bastante liberdade para a improvisação, é chamado de ragam-tanam-pallavi. Ele é baseado na exposição do raga com ritmo livre; depois com uma pulsação melódica; e, finalmente, num movimento equivalente à primeira seção de um kriti, transforma-se em um tala e é usado como refrão melódico e como base das variações melódicas e rítmicas.
Com seu sistema de talas e sua complexidade rítmica, a música carnática é provavelmente inigualável. O conjunto principal consiste de 35 talas, que são essencialmente sete arranjos principais com cinco variações possíveis da subseção chamada laghu. O tala mais comum deste grupo, e na música carnática como um todo, é o adi-tala, de oito compassos. Outros talas executados freqüentemente possuem cinco, seis e sete compassos. Em qualquer recital de música carnática, é costumeiro os músicos e ouvintes mais experientes marcarem as subdivisões dos talas com palmas (tala significa, precisamente, “palma da mão”). Um tambor, normalmente o mridangam, em forma de barril e tocado com as mãos, mantém o tala, além de proporcionar variações rítmicas extraordinárias dentro deste padrão. É comum também haver instrumentos de percussão adicionais, proporcionando variação e animação à música. Entre eles, há o kanjira, um tipo de tamborim; o ghatam, um simples vaso de barro; e até o mursing, um tipo de berimbau.
O instrumento melódico principal é o vina, um instrumento de cordas tubular, com duas cabaças servindo de caixas de ressonância, pinçado com plectros. Na maioria das apresentações, o violino europeu, adotado pela música carnática no século XVIII, é tocado como acompanhamento do instrumento principal ou do cantor, ou por si só. O instrumento não foi modificado, mas a afinação e a maneira de segurá-lo são indianas, tornando-o completamente adaptado às necessidades da música carnática. O tambura, um instrumento de cordas de haste longa, é o instrumento tradicional de bordão, embora sua função seja muitas vezes executada por um pequeno instrumento com palhetas livres, chamado de sruti-petti, uma espécie de gaita com um teclado, existindo também na versão elétrica. Os instrumentos de sopro estão tornando-se mais e mais populares nas execuções de música carnática. Uma pequena flauta de bambu, o kural ou venu, é muito usada, e o grande nagaswaram, de palhetas duplas, foi introduzido na música clássica, assim como o foi o saxofone, com sucesso considerável. É importante lembrar que a música carnática outorga a primazia à música vocal, e as atuações instrumentais podem ser descritas como cantos sem palavras.

Marcadores:

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Altemar Dutra


Altemar Dutra, upload feito originalmente por Rogsil.

Marcadores:

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Robert Plant: 29 Palms - Lyrics

A fool in love - a crazy situation
Her velvet glove knocks me down and down and down
Her kiss of fire - a loaded invitation
Inside her smile she takes me down and down and down

Her moves look good - a touch of desparation
From where I stood she turned my head around, round and round

It comes kinda hard when I hear your voice on the radio
Taking me back down the road that leads back to you
29 Palms - I feel the heat of your desert heart
Taking me back down the road that leads back to you

Oh, I'm burning in love - a strange infatuation
White cold cold touch - what must I do, do, do
The heat and the dust increase my desolation
In God we trust - always for you, and you and you

It comes kinda hard [etc repeated]


Marcadores:

domingo, 16 de janeiro de 2011

Bee Gees - Tragedy

Marcadores:

sábado, 15 de janeiro de 2011

Blog Das Guloseimas

http://www.blogdasguloseimas.xpg.com.br/

Marcadores:

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Alho chinês quebra os brasileiros

Produtores brasileiros não conseguem competir com chineses que exportam o tempero a preços menores. Além dos altos custos das lavouras, agricultores dizem que parte do produto entra no país sem pagar taxas. 
O tempero brasileiro ganhou um toque chinês. Vindo do outro lado do mundo, o alho oriental seduz cada vez mais consumidores pelo país. Por custar menos do que o concorrente plantado em Goiás, Minas Gerais e Distrito Federal, espalhou-se como uma praga nas prateleiras do varejo. Essa invasão tira o sono dos produtores nacionais, que acusam a superpotência de prática desleal.
Como os custos estão nas alturas e o setor — assim como tantos outros do agronegócio — enfrenta dificuldades de crédito, o alho made in Brazil não sai por menos de R$ 25 ou R$ 26 a caixa (com 10 Kg). Já o chinês tem um custo de comercialização de R$ 20. "Quando o câmbio estava mais fraco, essa relação era ainda pior para a gente", diz Rafael Corsino, presidente da Associação Nacional dos Produtores de Alho (Anapa).
Apesar de ter o direto antidumping definitivo como forma de se proteger da importação de alhos frescos ou refrigerados embarcados na China, o Brasil não consegue a blindagem necessária. Isso porque liminares obtidas na Justiça por importadores acabam permitindo o acesso do produto livre do pagamento da taxa estabelecida pelo acordo, que é de US$ 0,52/kg. No ano passado, o Brasil importou 57,7 milhões de toneladas de alho chinês, o equivalente a US$ 29,3 milhões. Já nos primeiros 11 meses de 2008, o saldo passou para 80,2 milhões de toneladas, o correspondente a US$ 28,9 milhões.
A Anapa informa que nem todo esse volume é taxado. "Queremos que a China participe do mercado de forma legítima. O que está ocorrendo é que, por não ter condições de se manter, o produtor planta menos, está sendo expulso da atividade", reforça Corsino. O Brasil não é auto-suficiente em alho. A produção nacional responde por cerca de um terço. O restante vem da China e da Argentina.
Só neste ano, o governo federal deixou de recolher R$ 19 milhões na forma de taxa antidumping imposta contra a China. Os produtores nacionais acreditam que com uma fiscalização mais atuante e um pente-fino nas importadoras seria possível barrar a entrada de mercadorias ilegais, cobrar os tributos devidos e normalizar a concorrência.
Nas últimas três safras a colheita só encolheu. Para a Anapa, isso é sintoma de estrangulamento do campo. "Em 2009 a produção vai cair de novo. A situação é grave. Há 20 anos o produtor nacional respondia por 90% do mercado. Hoje, essa fatia é de apenas 25% e tende a cair", justifica Rafael Corsino.
Há reflexos diretos sobre o emprego. De acordo com Corsino, postos de trabalho foram fechados nas últimas duas décadas e não há perspectivas de serem reabertos tão cedo. O representante dos produtores explica que há argumentos de sobra para que o consumidor brasileiro rejeite o produto chinês. "Até porque o alho da China é menos saboroso e nutritivo do que o nacional. Se as pessoas soubessem disso, e tivesse um selo no produto brasileiro, acredito que o problema todo seria bem menor", completa Corsino.


Marcadores:

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Programa SESC SENAC TV - Receita JUNHO

Marcadores:

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Iogurte


Iogurte, produto fermentado do leite, semilíquido, considerado um alimento saudável. Consegue-se a fermentação com a adição ao leite de culturas de duas bactérias, Lactobacillus acidophilus e Streptococcus thermophilus.

Marcadores:

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

BigMac


BigMac, upload feito originalmente por Rogsil.

Marcadores:

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

TVD -- DICA DE MODA E BELEZA COM KARINA BELONI E LÉO BETTELLI

Marcadores:

domingo, 9 de janeiro de 2011

Bruna Surfistinha dá 5 dicas para arrasar no sexo

Marcadores:

sábado, 8 de janeiro de 2011

Dicas de Beleza


Dicas de Beleza, upload feito originalmente por Agência Dimmer.

Marcadores:

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Dicas do Dia

http://dicadodia.com/

Marcadores:

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Tips: Dicas

http://dictionary.reference.com/browse/tips

Marcadores:

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Prefeitura Municipal de Taboão da Serra/SP.

PMTS

Marcadores:

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Prefeitura Municipal de Itapecerica da Serra/SP.

PMIS

Marcadores:

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Cidades Brasileiras: Registro/SP


registro sp, upload feito originalmente por joao marcelo.

Marcadores:

domingo, 2 de janeiro de 2011

Prefeitura Municipal de Iguape/SP

Prefeitura Municipal de |iguape/SP

Marcadores:

sábado, 1 de janeiro de 2011

Ilha Comprida/SP


Ilha Comprida/SP, upload feito originalmente por Rogsil.

Marcadores: