Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2008

Há 05 Anos Atrás

Imagem
31 de Julho de 2003Vaticano condena união entre homossexuais O Vaticano lança campanha mundial contra a legalização das uniões entre homossexuais e pede que os políticos católicos de todo o mundo se pronunciem contra as leis que favorecem esse tipo de casamento. O Vaticano também é contrário à adoção de crianças por casais homossexuais. O documento oficial, intitulado Considerações acerca dos Projetos de Reconhecimento Legal das Uniões entre Pessoas Homossexuais, foi preparado pelo cardeal alemão Joseph Ratzinger, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, e causa reações imediatas em vários países. Organizações de defesa dos direitos gays são impedidas de entrar na Praça São Pedro para protestar. Todos os partidos políticos alemães rejeitam a orientação. Em Buenos Aires, a primeira cidade da América Latina a aprovar a união de homossexuais, organizações civis, políticos e até religiosos também criticam a Igreja.

QUE VERGONHA

Uma das emoções mais poderosas que se é capaz de sentir é também uma das manifestações humanas menos estudadas: só recentemente a ciência começou a entender por que tanta gente "morre de vergonha".

Nenhum gesto provavelmente é mais universal, impulsivo e intenso que o de cobrir o rosto com as mãos. E a expressão física de uma emoção que não há quem já não tenha tido o desprazer de experimentar e que, além disso, costuma manifestar-se traiçoeiramente, quando menos se espera a vergonha. Por incrível que pareça, só há pouco tempo os psicólogos se deram conta, constrangidos, de que nunca haviam encarado a vergonha com a atenção que ela merece.
Tampouco os cientistas sociais podem vangloriar-se de saber muita coisa sobre o papel dela na vida em sociedade, além do fato de ser em algumas culturas um poderoso detonador de comportamentos extremados. No entanto, com o que já aprenderam a seu respeito, os pesquisadores têm bons motivos para desconfiar que a vergonha é muito mais do que a…

CLÁSSICOS, SIM, MAS CHEIOS DE NOVIDADE

Isso é o que se pode chamar de uma coleção interessante. Une aventura, literatura e conhecimento, tudo embalado em edições belíssimas, com papel e impressão de primeira. O fino pacote que a Editora Melhoramentos está lançando este mês chama-se Obras Primas Universais. De cara, coloca quatro clássicos nas livrarias: A Ilha do Tesouro, de Robert Louis Stevenson, A Volta ao Mundo em Oitenta Dias, de Júlio Verne, O Livro da Selva, de Rudyard Kipling e O Chamado Selvagem, de Jack London. Você já leu? Melhor ainda. Agora vai poder saborear de um jeito diferente essas histórias. Na nova edição, elas vêm acompanhadas de referências científicas, históricas e geográficas. Se o assunto é navegação, estão lá os tipos de embacações utilizados. Roupas, mapas, utensílios e tecnologias levam você a uma viagem no tempo. É uma boa maneira de tirar uma casquinha de emoção ainda maior do que aquela que a simples leitura dessas grandes obras já proporciona. Embarque. A viagem vale a pena.
Preço: 29 reais c…

FILOSOFIA COM TODO SENTIDO

O defeito de muitos livros de introdução à Filosofia é tratar o tema como uma sucessão de nomes gregos e alemães com idéias exóticas desconectadas uma das outras e desvinculadas do contexto da época. Sabemos que Sócrates tinha o irritante hábito de discordar de todos os seus interlocutores. Mas não aprendemos na escola a razão de esse comportamento ter sido tão inovador na Atenas no século V a.C. Muito menos que ele foi provocado pelos pensadores que vieram antes e que influenciou os nascidos depois.
O inglês Bryan Magee, um filósofo brilhante que descobriu que sua vocação é divulgar as idéias dos outros, preenche esse buraco em História da Filosofia. Belamente ilustrado, cheio de historinhas curiosas e fácil de entender, mas nem por isso simplificado demais, o livro mostra como a sucessão dos pensamentos humanos faz sentido. Sócrates chateava os atenienses porque os sábios tinham teorias que explicavam tudo, mas ninguém se preocupava em decidir qual delas era a verdadeira. Foi o métod…

EQUAÇÕES SONORAS

O ar vibra com harmonia inigualável nos instrumentos acústicos. Mas os sons gerados por circuitos eletrônicos, mais cedo ou mais tarde, tendem a ocupar o lugar das antigas orquestras na sensibilidade musical humana.

Perde-se no fundo dos milênios a época em que o primeiro homem bateu numa pele de animal esticada à boca de um tronco e produziu uma nota grave. Não se pode precisar a data em que esse evento ocorreu, mas ele teria profunda influência em toda a história da civilização. O motivo, muito simples, é que desde então se descobriu como fazer vibrar o ar por meio de uma peça mecânica a pele esticada, nesse caso. E tais vibrações são a matéria-prima essencial daquilo que se aprendeu a chamar de arte da música. Daí para a frente, embora ainda não conhecessem a ciência dos seus instrumentos, músicos e artesãos deram largas asas à imaginação na busca de meios cada vez mais sofisticados para gerar sons. Surgiram estreitos entalhes em caniços ocos, nas flautas; as placas finas e chatas d…

HORA DO LANCHE!

Chomp, chomp. Que delícia! A hora do lanche, para quem cresceu entre as décadas de 70 e 80, era uma verdadeira festa. Festa de colesterol, muito açúcar e pouca fibra, nenhuma fruta. Corantes e conservantes reinavam, supremos, na dieta da petizada. Tudo bem. Quem cresceu naquele tempo virou vegetariano ou desencanou de vez.

CACAU LEGAL
O mundo dos chocolates, entre 1970 e 1980, era bem diferente do de hoje. Havia menos variedade. Porém, marcas como Lollo, Kri e Cad-Lac compensavam a falta de opção com embalagens meio psicodélicas. Das três barras, apenas Cad-Lac não existe mais. As outras ganharam novos nomes e roupagem mais atual.

CARDÁPIO
Uma utopia, claro. Mas imagine o cardápio "ideal" da molecada que hoje está na casa dos vinte e poucos:

Bebida - Muk chocolate Ki-Suco
Salgadinho - Mandiopã
Doce - Mumuzinho
Biscoito - Merendinha
Bala - Banzé
Sorvete - Picolé Tubarão

VAI UM CIGARRO?
No tempo em que a propaganda de cigarros ocupava grande espaço na mídia e a luta antitabagista começava…

A MÁQUINA DO ETERNO MOVIMENTO

Os quase 650 músculos do corpo humano jamais param de trabalhar. Tudo o que fazemos são eles que fazem. E a ciência ensina como usá-los melhor.


Viver é mesmo uma ginástica. O coração se contorce para bombear o sangue que, por sua vez, corre o corpo inteiro. A respiração estica e encolhe os pulmões. O aparelho digestivo se dobra e desdobra com o alimento.Tudo na vida animal é movimento músculos que se contraem, músculos que se estendem. Graças a cerca de 650 músculos o homem pode, além de viver, ficar em pé andar, dançar, falar, piscar os olhos, cair na gargalhada, prorromper em lágrimas, expressar no rosto suas emoções, escrever e ler este texto. Portanto, o desempenho da musculatura é muito mais forte que mera força bruta. Ao ver o movimento dos músculos do corpo, os antigos talvez tivessem a impressão de que existiam ratinhos caminhando sob a pele. Pois em latim musculus é o diminutivo de mus, ou camundongo. Na verdade, o músculo é um feixe com milhões de fibras capazes de se contrai…

Dica: Amores Possíveis - DVD

Imagem
SinopseHá 15 anos, Carlos (Murilo Benício) foi ao cinema para se encontrar com Julia (Carolina Ferraz), sua colega de faculdade, por quem estava apaixonado. Entretanto, a espera é em vão, já que Julia não aparece, deixando Carlos sozinho no hall do cinema. Durante a espera, acontece algo que irá mudar a vida de Carlos para sempre. Quinze anos após este acontecimento, passamos a acompanhar três versões possíveis e distintas da vida de Carlos. Na primeira, ele é um homem que se divide entre a estabilidade de uma vida segura e um casamento morno e o desejo crescente de viver uma paixão. Na segunda, Carlos é um homossexual que colocou a paixão acima de tudo. E na terceira ele é um homem que ainda não descobriu o amor e que busca, em sucessivas e desastrosas experiências amorosas, a mulher ideal. Apenas uma destas vidas é real, sendo que outra é fictícia e a terceira é a que ele gostaria realmente de viver. Mas descobrir qual destas três possibilidades é a vida real de Carlos, é preciso vo…

Comandos linux

Ao iniciar o Terminal, aparecerá algo semelhante a:

uol@uol-desktop:~$ - antes do símbolo @ temos o nome do usuário e após o computador acessado e o diretório.

O caractere que aparece no final indica qual o poder do usuário. $ significa usuário comum e # para usuário com acesso irrestrito, chamado usuário root. Você precisa entrar nele para deletar arquivos, instalar programas, configurar o sistema, manipular usuários e grupos e alterar a prioridades de processos, por exemplo. Estes sinais indicam qual usuário você deve utilizar para realizar tarefas.

Para acessar o root, você pode usar o comando su e o comando sudo.

su (de substitute user) - ao digitar este comando, o programa pede a senha do usuário root. Também é possível usar o comando para acessar outra conta, usando su [usuário]. Quando você usa esse comando, as configurações de usuário não são alteradas, para que toda a configuração do usuário root seja carregada, deve-se digitar o comando su -.

sudo - Com este comando é possível de…

Temporalidade: Aniversariante do Dia

22 de Julho.
Aniversário

Vitaminas e minerais

VITAMINA
FONTES ALIMENTARES
BENEFÍCIOS À SAÚDE
CONSEQÜÊNCIAS DA DEFICIÊNCIALipossolúveisA
Legumes verdes e verduras, laticínios, fígado
Componente de pigmentos sensíveis à luz nos olhos, manutenção do tecido epitelial
Cegueira noturna, cegueira permanente, ressecamento extremo da peleD
Laticínios, ovos, óleo de fígado de bacalhau; luz ultravioleta
Absorção de cálcio, formação dos ossos
Raquitismo (deformidades nos ossos)E
Margarina, sementes, verduras
Protege os ácidos graxos e as membranas celulares da oxidação
Possivelmente, anemiaK
Verduras
Coagulação do sangue
HemorragiasHidrossolúveisÁcido fólico
Alimentos à base de trigo integral, legumes e verduras
Metabolismo do ácido nucléico
Anemia, diarréiaB1 (Tiamina)
Miúdos, carne suína, grãos, legumes
Metabolismo dos carboidratos, funções nervosas e cardíacas
Beribéri (enfraquecimento do coração, edemas, degeneração dos nervos e músculos)B2 (Riboflavina)
Laticínios, fígado, ovos…

Naturalismo (literatura)

Naturalismo (literatura), movimento segundo o qual a composição literária deve se basear em uma representação objetiva e empírica (ver Empirismo) do ser humano. Diferencia-se do realismo por incorporar uma atitude amoral na representação objetiva da vida. Os escritores naturalistas consideram que o instinto, a emoção ou as condições sócio-econômicas regem a conduta humana, rechaçando o livre-arbítrio e adotando o determinismo biológico de Charles Darwin e o econômico de Karl Marx.Entre os escritores que defenderam o naturalismo destacam-se Émile Zola, Aluísio Azevedo, Júlio Ribeiro e o espanhol Benito Pérez Galdós.Microsoft ® Encarta ® Encyclopedia 2002. © 1993-2001 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

Mini Mac Wallpaper

Imagem
mac leopard wallpaper, upload feito originalmente por kakdee_i.

EEEPC

Turbine Seu Firefox!

Imagem

Uma semana na vida do Administrador de Suporte do "Inferno"

Segunda
8:05am
Usuário chama dizendo que perdeu a password.
Eu disse a ele para usar um utilitário de recuperação de senhas chamado FDISK.
Ignorante, ele me agradeceu e desligou.
Meu Deus! E a gente ainda deixa essas pessoas votarem e dirigirem?
8:12am
A Contabilidade chamou para dizer que não conseguiam acessar a base de dados do relatórios de despesas.
Eu dei a resposta Padrão dos Administradores de Sistema #112:
"Engraçado... Comigo funcionou...".
Deixei eles pastarem um pouco enquanto eu desconectava minha cafeteira do No Break e conectava o servidor deles de volta.
Sugeri que eles tentassem novamente. Ah... Mais um usuário feliz....
8:14 am
O Usuário das 8:05 chamou dizendo que recebeu a mensagem: Erro no acesso ao drive 0.
Disse a eles que isso era problema de SO e  transferi a ligação para o micro suporte.
11:00 am
Relativamente calmas, as últimas horas.
Decidi reconectar o …

Wallpaper - Inverno

Imagem

Entrevistando Décio de Almeida Prado às vésperas do lançamento do livro Seres, Lugares, Coisas.

Veja - Após sessenta anos de teatro, qual peça não deu para esquecer?
PRADO - São muitas. Uma lembrança que sempre vem em primeiro lugar é Um Bonde Chamado Desejo, a que assisti em 1958, em Nova York. Marlon Brando, muito jovem, fazia o principal papel masculino. Jessica Tandy era sua cunhada, meio louca, que acaba sendo estuprada. O texto, de Tenessee Williams, era ótimo, uma visão de realidade que não era naturalista, mas transformada pela sensibilidade do autor, num estilo que se pode chamar de realismo poético. Marlon Brando tinha um desempenho impressionante, inclusive pelo físico de atleta. Jessica Tandy já exibia aquele talento enorme que sempre se viu no cinema, até como a senhora de Conduzindo Miss Daisy. Um grande espetáculo deixa você emocionado, depois quer ficar em pé e bater palmas. Essa encenação era assim. Veja - Qual o grande espetáculo brasileiro?
PRADO - A Moratória, de Jorge Andrade, numa direção de Gianni Ratto, em 1955. Era deslumbrante. Trouxe vários atore…

Papel de Parede Ubuntu

Imagem
Ubuntu, upload feito originalmente por Rogsil.

Ubuntu - Compiz Fusion - Notebook HP

Humor Gráfico

Imagem
GRAPHIC HUMOUR, upload feito originalmente por Martuky.

Guloseimas

Imagem
Beijinhos, upload feito originalmente por Lelé.

Livros: Lançamentos

25 Grandes Idéias
264 págs., R$ 44 de Robert Matthews. Tradução de José Gradel. Zahar (r. México, 31, sobreloja, CEP 20031-144, RJ, tel. 0/xx/21/ 2108-0808). O repórter do jornal inglês "Sunday Telegraph" analisa 25 importantes idéias científicas, incluindo o gene egoísta e o Big Bang, descrevendo como foram desenvolvidas. Fascistas
560 págs., R$ 66 de Michael Mann. Tradução de Clóvis Marques. Record (r. Argentina, 171, CEP 20921-380, RJ, tel. 0/xx/21/ 2585-2000). O professor de sociologia na Universidade da Califórnia, em Los Angeles, aborda a chegada dos fascistas ao poder na Europa, entre as duas guerras mundiais. Escreviver
272 págs., R$ 56 de José Lino Grünewald. Fundação Biblioteca Nacional/Ed. Perspectiva (av. Brigadeiro Luís Antônio, 3.025, CEP 01401-000, SP, tel. 0/xx/11/ 3885-8388). Praticamente toda a produção poética do autor (1931-2000), que integrava o grupo Noigandres, está reunida nesta coletânea organizada por José Guilherme Correa. His…

Charge

A infidelidade conjugal ganha nova face

Antigamente sabíamos o que era infidelidade: fazer sexo com uma pessoa que não fosse seu parceiro. Mas o século 21 parece ter borrado essas linhas tão claras. Almoçar todos os dias com um colega de trabalho do outro sexo é uma infração à confiança matrimonial? E uma paquera na internet? Se não houver sexo, é realmente traição?

Essas perguntas surgem quando as pressões sociais e psicológicas desafiam antigas idéias enraizadas sobre a natureza da infidelidade. "Como sociedade, finalmente estamos chegando a um consenso sobre o que significa ser fiel", diz Douglas Snyder, psicólogo da Texas A&M University-College Station. "Não é apenas fazer sexo com outra pessoa."

Muitos psicólogos e especialistas em família dizem que a infidelidade hoje não tem a ver só com sexo, mas com confiança, traição e deslealdade conjugal, mesmo que o adultério não se concretize. Eles acrescentam que os casamentos são mais vulneráveis hoje do que décadas atrás. Em tempos econômicos difíceis…