Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2007

Veja Essa

Imagem

Flan light de laranja com calda de hortelã

Imagem
Ingredientes:

flan

1 envelope (12 g) de gelatina em pó incolor e sem sabor
4 colheres (sopa) de suco de laranja concentrado
1 xícara (chá) de leite desnatado
2 colheres (sopa) de adoçante para culinária
1/2 kg de iogurte polpa light com raspas de casca de laranja

calda de hortelã

folhas de 6 ramos de hortelã
3 colheres (sopa) de adoçante para culinária

Modo de Preparo:

Flan:

numa tigela refratária, hidrate a gelatina no suco de laranja e, em seguida, dissolva-a em banho-maria.
Acrescente o leite e o adoçante e bata, com um batedor manual, até ficar homogêneo.
Junte o iogurte e bata por mais 1 minuto.
Distribua a mistura em 4 fôrmas com furo no meio, com capacidade para 200 ml cada uma, umedecidas com água.
Leve à geladeira por 2 horas, ou até ficar firme.

Calda de hortelã:

coloque as folhas de hortelã numa panela com 100 ml de água fervente.
Retire do fogo depois de 1 minuto, coloque a panela dentro de uma tigela com água gelada e deixe por 5 minutos.
Em seguida, bata a mistura no liquidificado…

Filósofo do Mês: Immanuel Kant

Imagem
Kant (1724-1804), filósofo alemão. É considerado por muitos o pensador mais influente da Idade Moderna.
A pedra angular de sua filosofia está colocada na obra Crítica da razão pura (1781), em que examinou as bases do conhecimento humano e criou uma epistemologia individual. Para Kant, todas as proposições comuns que resultam da experiência de mundo são sintéticas: não se pode chegar a elas apenas pela análise, embora também possam ser empíricas ou a posteriori. O mesmo se dá com as que surgem a priori, que não se baseiam na percepção e cuja validade é essencial. A tese proposta na Crítica estabelece a possibilidade de formular juízos sintéticos a priori. Em Metafísica da ética (1797), expõe seu sistema ético, fundamentado na liberdade fundamental do indivíduo e na idéia de que a razão é a autoridade última da moral. Descreve os dois tipos de ordens dadas pela razão: o imperativo hipotético, que visa a um fim específico; e o imperativo categórico, que impõe uma trajetória de ação que te…

Dica de um DVD: O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias

Imagem
de Cao Hamburger (Brasil, 2006). Drama.



A mais recente investida do diretor paulistano, já disponível em DVD, é um caloroso, nostálgico e impecável registro dos anos 70. Tem como pano de fundo o regime militar à caça de ativistas políticos de esquerda, como o casal Bia (Simone Spoladore) e Daniel (Eduardo Moreira). Em fuga, eles saem de Belo Horizonte e deixam o filho de 12 anos, Mauro (a revelação Michel Joelsas), aos cuidados do avô judeu (Paulo Autran) em São Paulo. No bairro do Bom Retiro, Mauro faz novas amizades, descobre as diferenças do sexo oposto, vibra com o Mundial e, no decorrer do tempo, sente uma saudade danada dos pais que o deixaram. Com Germano Haiut, Caio Blat e Daniela Piepszyk (103min). 10 anos.

Ayrton Senna - Entrevista concedida a Veja (25/09/1985), em seu segundo ano na Fórmula 1 - Final

Imagem
Veja - Não é meio frustrante para o piloto saber que está sendo comandado pelo computador?
SENNA - É meio frustrante sim. Mas com os dados do computador você acaba tendo um controle e um domínio sobre a máquina muito maiores. E ninguém melhor do que o piloto sabe interpretar o que o computador quer dizer.

Veja - A eletrônica não vai diminuir o interesse do piloto pela mecânica?
SENNA - A gente acaba se envolvendo também com a eletrônica, começa a fazer parte dela. Mas, mesmo não sendo piloto profissional, é bom saber como são feitos os carros modernos. Se você tem um carro europeu, uma Mercedes último modelo, por exemplo, e este carro enguiçar na rua, melhor desistir de tentar dar um jeito. Não tem mais aquela de verificar o platinado, a bombinha de gasolina entupida, o distribuidor molhado. Quando pifa a parte eletrônica não tem curioso que ache o defeito.

Veja - Em que você fica pensando nas 2 horas que dura uma corrida?
SENNA - Não penso em nada. A cabeça fica a 1000 por hora, mas absol…

Ayrton Senna - Entrevista concedida a Veja (25/09/1985), em seu segundo ano na Fórmula 1 - Parte 1

Imagem
Veja - Depois de duas temporadas na Fórmula 1, a imprensa internacional já o compara ao escocês Jim Clark, um dos maiores talentos da história do automobilismo. Como você recebe esse tipo de comentário?
SENNA - Não conheci o Clark nem o vi competindo, mas sei que ele era um gênio. Então é um privilégio poder ser comparado a ele. Não fiz ainda nem um quarto do que ele alcançou, mas se alguém vê semelhanças entre nós é porque tenho mostrado algo de bom.

Veja - Quem é o melhor piloto do mundo hoje?
SENNA - As diferenças entre os carros são tão grandes que fica difícil dizer quem é o melhor, mas existem uns cinco pilotos que são superiores: o Nélson Piquet, o Keke Rosberg, o Alain Prost e o Niki Lauda, que se está despedindo do automobilismo.

Veja - Falta um...
SENNA- Então são quatro.

Veja - Você não se coloca no mesmo nível desses quatro que citou?
SENNA - Todos eles já foram campeões do mundo, menos o Prost, que deverá ser este ano e já tem 21 vitórias na Fórmula 1. Então eu ainda preciso rea…

Cidades Brasileiras: Guarujá/SP.

Imagem
Cidade do litoral do estado de São Paulo. Município criado pelo desmembramento da área de Santos, se caracteriza por ser o principal espaço de lazer praiano das classes média e alta paulistana. O forte incremento das atividades imobiliárias na década de 1980 conduziu o antigo distrito santista a uma posição de destaque nas estratégias dos incorporadores imobiliários, tanto de Santos como de São Paulo. O crescimento de sua população residente vem demonstrando que Guarujá está se tornando muito mais do que apenas uma área de veraneio. Seus sofisticados e abundantes equipamentos de comércio e serviços atendem também, durante a semana, uma importante parcela da população santista. Localizada na ilha de Santo Amaro, seu acesso sempre foi prejudicado pela necessidade do uso de balsas para a travessia do estuário que a separa da cidade de Santos.
População (1996): 226.357 habitantes.
Microsoft ® Encarta ® Encyclopedia 2002. © 1993-2001 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

Imagem do Dia

Imagem

Bento 16 e a guerra na igreja

Imagem
Existem duas posições claramente opostas que, na prática, podem se entrelaçar

LEONARDO BOFF

As guerras não existem apenas no mundo. Dentro da igreja há também uma guerra de baixa intensidade. Ela faz muitas vítimas, com os instrumentos adequados da guerra religiosa, escondidos sob palavras, não raro, piedosas e espirituais. Só para dar um exemplo pessoal: quando fui condenado pelo então cardeal Joseph Ratzinger em 1985 por causa do meu livro "Igreja: carisma e poder", foi-me imposto o que ele denominou de "silêncio obsequioso".
Esse eufemismo implicava muita violência: deposição de cátedra, remoção de editor religioso da Vozes, da redação da "Revista Eclesiástica Brasileira", proibição severa de falar, dar entrevistas, escrever e publicar sobre qualquer assunto.
Objetivamente "obsequioso" não possui nada de obsequioso.
O mesmo ocorreu com o teólogo da libertação Jon Sobrino, de El Salvador, condenado em fevereiro deste ano. Recebeu apenas uma "n…

Papel de Parede Para Sua Área de Trabalho (1024 x 768)

Imagem

We Will Rock You - Animation

PARÁBOLAS DO ZEN - FINAL

Imagem
Aprendendo a esperar

Devido a uma casualidade que parecia intencional, reunimo-nos, certo dia, o mestre e eu, diante de uma taça de chá. A ocasião me pareceu propícia para um diálogo profundo. Abri meu coração: "Compreendo muito bem que a mão não deve abrir-se bruscamente no ato do disparo, mas, faça o que fizer, sempre me saio mal, não encontro solução. Quando estou com o arco estirado, chega um momento em que sinto que, se não disparar imediatamente, não resistirei mais à tensão. O que sucede, então? Fico sem poder respirar. E sou eu quem deve dispará-lo, porque não consigo esperar mais".

- O senhor acaba de me descrever com perfeição qual é a sua dificuldade. Sabe por que não pode esperar pelo momento exato do disparo e por que perde a respiração? O tiro justo no momento justo não ocorre porque o senhor não sabe desprender-se de si mesmo, um acontecimento que deveria ocorrer de maneira independente, pois, enquanto não suceder, a mão não se abrirá de maneira adequada.

- Então…

PARÁBOLAS DO ZEN - PARTE 1

Imagem
É curioso que uma das obras mais marcantes do conhecimento oriental tenha sido escrita por um filósofo alemão. Mas é decerto isso mesmo que faz de A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen uma leitura tão proveitosa para nós, no Ocidente. O professor Eugen Herrigel (1885-1955) interessou-se pelo misticismo oriental ainda bem jovem. Em 1924, teve a oportunidade de ser convidado a dar aulas numa universidade do Japão, onde viveu durante quase seis anos. Nesse período, dedicou-se a praticar o tiro com arco, uma tradição dos antigos guerreiros japoneses, que a chamaram de "Doutrina Magna". A bordo de raciocínios lógicos, cartesianos, Herrigel se submeteu às exigências enigmáticas de um sábio mestre-arqueiro japonês, conseguindo não apenas transformar suas próprias crenças, como também produzir uma esclarecedora narrativa sobre os princípios do zen e sua aplicação em nossas vidas.

Embora trate das dificuldades e resistências do autor durante o aprendizado da arte da arqueria, os parágr…

Há 10 Anos Atrás

18.Maio.97

Colisão de aviões mata 13 pessoas em Santa Catarina

Um bimotor Cessna 310 e um monomotor Cessna 182 chocam-se no ar sobre o Aeroclube de Lajes (SC), matando 13 pessoas, uma delas em terra. Segundo testemunhas, o bimotor, que fazia um vôo panorâmico com 7 passageiros durante a festa de aniversário do aeroclube, preparava-se para aterrissar, mas subiu de repente. Nesse movimento, bateu na lateral do monomotor, que estava decolando com dois pára-quedistas. O Ministério da Aeronáutica abriu investigação para determinar a causa do acidente.

Saiba Mais:

VÍTIMAS RECEBERÃO INDENIZAÇÃO

Seis anos depois: foi expedida sentença de cinco processos gerados a partir do acidente aéreo de 1997 O juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Lages, Antônio Carlos Junks dos Santos, expediu as sentenças dos cinco processos gerados a partir do acidente aéreo que aconteceu no dia 18 de maio de 1997, em comemoração aos 55 anos do Aeroclube de Lages e que matou 13 pessoas.
Os réus citados nos processos, a antiga …

O QUE DEFINE O GRAU DAS QUEIMADURAS?

Imagem
Elas recebem essa classificação conforme a gravidade e a profundidade do ferimento. Quanto mais profunda a queimadura, maior o estrago. A de primeiro grau é superficial e causa apenas vermelhidão na pele, resultado da dilatação das veias o que geralmente acontece quando tomamos muito sol. Na de segundo grau, os vasos se dilatam mais e parte do líquido em seu interior escapa, provocando bolhas. Água ou gordura ferventes sobre a pele ou mesmo muitas horas de exposição ao sol podem causar esse tipo de queimadura. Na de terceiro grau, parte do tecido chega a ser destruído e é atingida também a camada de gordura logo abaixo da pele: a hipoderme. Há ainda as queimaduras de quarto grau, que atacam até os ossos e costumam acontecer em acidentes sérios como incêndios e explosões, que deixam a vítima carbonizada.
"Mas a gravidade de uma queimadura não depende apenas da profundidade, mas também da extensão", diz o dermatologista Luiz Carlos Cucê, do Hospital das Clínicas de São Paulo. U…

Que Sejas

Imagem
Que a PAZ seja sua meta
A paciência seja seu instrumento
O bom pensamento seja sua canção
O bem seja seu caminho
Seja surdo pra calunias
Cego pra atitudes mesquinhas
Mudo pra dizer coisas torpes
Tenha braços para aceitar
Palavras doces pra animar
Esperança nos olhos que lhe vêem
Muito amor em tudo que fizer
Ser amigo pra derrubar barreiras
Ser gente pra Unir

VICIADOS EM SEXO

1. A Organização Mundial da Saúde alerta: sexo pode criar dependência. O nome oficial da doença é "impulso sexual excessivo" e essa fissura descontrolada não é motivo de orgulho para ninguém. Duvida? Então, vamos lá: a pessoa doente pode ser prejudicada no trabalho ou nos estudos (pois não pensa em mais nada a não ser "naquilo"), passa a ter dificuldade de manter vínculos afetivos e ainda corre sério risco de contrair doenças sexualmente transmissíveis - afinal, na "hora do aperto", ela transa mesmo se não tiver uma camisinha à mão.

2. Para diagnosticar a doença sem erros, só mesmo batendo um bom papo com um psicólogo ou psiquiatra. Mas o americano Eli Coleman, psicólogo da Universidade de Minnesota, elaborou uma lista de sinais que ajudam a identificar um potencial viciado em sexo. Essa pessoa.... busca com freqüência novas(os) parceiras(os) ... usa acessórios eróticos de forma compulsiva ... navega na internet várias horas ao dia em busca de sites pornog…

No Doubt - Don't Speak

You and me
We used to be together
Every day together always
I really feel
that I'm losing my best friend
I can't believe
This could be the end
It looks as though you're letting go
And if it's real,
Well I don't want to know

*CHORUS*

Don't speak
I know just what you're saying
So please stop explaining
Don't tell me 'cause it hurts
Don't speak
I know what you're thinking
I don't need your reasons
Don't tell me 'cause it hurts
Our memories
They can be inviting
But some are altogether
Mighty frightening
As we die, both you and I
With my head in my hands
I sit and cry

*CHORUS*

It's all ending
I gotta stop pretending who we are...
You and me
I can see us dying ... are we?

*CHORUS*

I know you're good
I know you're good
I know you're real good oh
La da da da da da
La da da da da da
Don't, don't
Ohh Ohh
Hush me hush me darling
Hush me hush me darling
Hush me hush me, don't tell me 'cause it hurts (2x)

A Teus Pés - Ana Cristina César - Final

FLORES DO MAIS

devagar escreva uma primeira letra
escreva nas imediações construídas
pelos furacões; devagar meça
a primeira pássara bisonha que
riscar o pano de boca
aberto sobre os vendavais;
devagar imponha o pulso
que melhor souber sangrar
sobre a faca das marés;
devagar imprima o primeiro
olhar sobre o galope molhado
dos animais; devagar peça mais
e mais e mais”

Ana Cristina Cesar
Biografia:


Nasceu em 1952, no Rio de Janeiro. Criou-se entre Niterói, Copacabana e os jardins do velho Bennet. Depois de 68, um ano em Londres, primeiras viagens pelo mundo, e na volta deu aulas, traduziu, fez letras, escreveu para revistas e jornais alternativos, saiu na antologia 26 Poetas Hoje, de Heloísa Buarque, publicou, pela Funarte, pesquisa sobre literatura e cinema, fez mestrado em comunicação, lançou seus primeiros livros em edições independentes: Cenas de Abril e Correspondência Completa. Dez anos depois, outra vez a Inglaterra, onde, às voltas com um M.A. em tradução literária, escreveu muitas cartas e ed…

A Teus Pés - Ana Cristina César - Parte 1

Imagem
(...)
“Enquanto leio meus seios estão a descoberto. É difícil concentrar-me ao ver seus bicos. Então rabisco as folhas deste álbum. Poética
quebrada pelo meio.”
(...)
“Enquanto leio meus textos se fazem descobertos. É difícil escondê-los no meio dessas letras. Então me nutro das tetas dos poetas
pensados no meu seio.”
(...)
“POESIA

jardins inabitados pensamentos
pretensas palavras em
pedaços
jardins ausenta-se
a lua figura de
uma falta contemplada
jardins extremos dessa ausência
de jardins anteriores que
recuam
ausência freqüentada sem mistério
céu que recua
sem pergunta

Entenda como funciona uma impressora a laser

Imagem
Entender como funciona uma impressora jato de tinta é mais fácil do que entender uma a laser. Na jato de tinta as cabeças de impressão jogam pequenos jatos de tinta sobre o papel formando o desenho da página montada no computador. Mas como o laser pode fazer uma impressão?


Um dos princípios básicos de uma impressora a laser é a eletricidade estática. Ela é simplesmente uma carga elétrica feita sobre um objeto com isolamento. Como átomos eletrificados com cargas opostas são atraídos, objetos com campos de eletricidade estática opostas também se juntam. Esse sistema é chamado nas impressoras a laser de "cola temporária".

O ponto principal deste sistema é o fotoreceptor, que envolve o cilindro ou tambor que compõe a impressora a laser. Este conjunto do cilindro é revestido de material altamente fotocondutor, que é atingido por luz fóton.

Inicialmente o cilindro recebe uma carga total positiva. Conforme o cilindro vai girando, um faixo de luz laser vai atingindo o cilindro em deter…

Tudo é Uma Questão de Perspectiva

Imagem

Salada de alface, rúcula, ovos e pimentão

Imagem
Ingredientes:
3 dentes de alho descascados picados
5 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 pé de alface crespa
1 maço pequeno de rúcula
12 ovos de codorna cozidos e sem casca
1 pimentão em conserva cortado em tiras finas
100 g de azeitonas pretas médiassal a gosto

Modo de Preparo:

Frite o alho no azeite de oliva até dourar. Retire do fogo, misture o sal e deixe amornar. Lave a alface e a rúcula e seque com toalha de papel. Disponha numa saladeira, distribua os ovos inteiros ou partidos ao meio, o pimentão e as azeitonas. Regue com o alho frito e o azeite. Sirva com Torrada com Creme de Anchova: ligue o forno à temperatura média. Corte 1/2 pão italiano em 15 fatias de 0,5 cm de espessura e pincele com 2 colheres (sopa) de azeite de oliva. Coloque numa assadeira e leve ao forno por 15 minutos, ou até dourar. Retire do forno e reserve. Com um socador, amasse num pilão 2 gemas cozidas e 5 filés de anchovas em conserva, até ficar homogêneo. Sem parar de misturar, adicione em fio 3 colheres (sopa)…

O QUE É LÓGICA ARISTOTÉLICA?

Imagem
Trata-se de uma teoria clássica para explicar como é formulado o raciocínio humano. Desenvolvida pelo grego Aristóteles (384-322 a.C.), um dos pensadores mais influentes em toda a história da filosofia ocidental, essa teoria prevê basicamente que é possível chegar a certas conclusões a partir de noções preliminares sobre um assunto específico. O exemplo clássico que resume o funcionamento da dedução na lógica aristotélica diz o seguinte: "Todos os homens são mortais. Sócrates é homem. Logo, Sócrates é mortal". Os filósofos costumam dividir essa lógica em dois princípios básicos: o silogismo e a não-contradição.
O primeiro é o processo de argumentação exemplificado acima: a partir de duas verdades chega-se a uma terceira, a conclusão. Já a não-contradição, como o próprio nome diz, busca a especificidade de cada coisa: é impossível que ela seja e não seja ao mesmo tempo. "A lógica aristotélica baseia-se no pressuposto de que a razão humana é capaz de deduzir conclusões a p…

30 Links Úteis

Imagem
01. Quando for comprar qualquer coisa não deixe de consultar o site Gastar Pouco.http://www.gastarpouco.com/

02. Serviço dos cartórios de todo o Brasil, que permite solicitar documentos via internet:www.cartorio24horas.com.br/index.php

03. Site de procura e reserva de hotéis em todo o Brasil ,por cidade, por faixa de preços, reservas etc.:http://www.hotelinsite.com.br/

04. Site que permite encontrar o transporte terrestre entre duas cidades, a transportadora, preços e horários:https://appweb.antt.gov.br/transp/secao_duas_localidades.asp

05 . Encontre a Legislação Federal e Estadual por assunto ou por número, além de súmulas dos STF, STJ e TST:http://www.soleis.adv.br/

06. Tenha a telinha do aeroporto de sua cidade em sua casa,chegadas e partidas: www.infraero.gov.br/pls/sivnet/voo_top3v.inip_cd_aeroporto_ini

07. Encontre a melhor operadora para utilizar em suas chamadas telefônicas: http://sistemas.anatel.gov.br/sipt/Atualizacao/Importante.aspp

08. Encontre a melhor rota entre dois locais em…

Chacrinha - Entrevista concedida a Veja (6/08/1969), a Tárik de Souza, na época em que é um dos maiores fenômenos da televisão brasileira. - Final

Imagem
Veja - E o seu pessimismo?
CHACRINHA - Não sei, não sei. Com esse negócio de Chacrinha eu perdi minha personalidade, fiquei com dupla personalidade. Sou obrigado a rir pra todo mundo, tenho que ser Chacrinha em todo canto, na rua, em qualquer lugar. Meu médico acha que sou um cara realmente nervoso, excessivamente nervoso.

Veja - O que acontece quando você chega em casa e tira a roupa de Chacrinha?
CHACRINHA - Não sinto nada. Eu visto aquilo com tanta naturalidade, boto e tiro a roupa com a maior naturalidade do mundo. O que acontece quando acaba um programa e chego em casa é que sinto um alívio desgraçado. Já começo a pensar no outro, porque até eu fazer o programa meu sistema nervoso está a todo vapor. E fico excessivamente nervoso antes de fazer meu programa.

Veja - Você tem medo de que o seu programa caia um dia de audiência?
CHACRINHA - Tenho. Por isso eu luto. Acho que todos os programas caem, não só o meu. Um dia eu outro, todos caem. O povo chega a um ponto que não gosta mais. Entã…

Chacrinha - Entrevista concedida a Veja (6/08/1969), a Tárik de Souza, na época em que é um dos maiores fenômenos da televisão brasileira. – Parte 1

Imagem
Veja – Chacrinha, você foi até o terceiro ano de Medicina. Não acha que como médico seria mais útil ao Brasil do que como animador de TV?
CHACRINHA - É uma resposta que só a Deus pertence. Não sei, eu poderia ser útil ao Brasil, mas poderia também ser um médico ruim pra burro...

Veja - Segundo um psicólogo, você estimula o espírito de competição das pessoas através de seus concursos e sua buzina é um verdadeiro grito de guerra. Que acha disso?
CHACRINHA - Em todo e qualquer programa de calouros tem que haver competição. Tudo na vida é uma competição. O calouro se sente bem, o público gosta e participa. Talvez o meu grande defeito seja ter a coragem de buzinar o calouro. Eu jogo o meu nome, o pouco nome que tenho, numa buzina. E quando buzino o calouro, buzino com o coração. Não buzino o calouro com raiva, nem quero humilhar. Por isso todos os calouros voltam ao meu programa. Eu poderia botar uma pessoa para buzinar, como existia o macalé do gongo, o pato que fazia qüém, qüém, qüém, como …

Cidades Brasileiras: Poços de Caldas/MG

Imagem
Cidade que constitui um importante centro turístico e capital regional na área de fronteira entre o sul de Minas Gerais, onde está situada, e São Paulo. As recentes transformações econômicas ocorridas, tanto no interior de São Paulo quanto no sul de Minas Gerais, alteraram fortemente as ligações comerciais e de demanda de serviços nessas regiões. Na década de 80, Poços de Caldas subordinava-se economicamente à rede urbana comandada por Ribeirão Preto, enquanto nos anos 90 as maiores vinculações se dão com Campinas. Situada numa província geológica de características vulcânicas, a cidade atrai um grande fluxo turístico em função de suas fontes hidrominerais e de sua rede hoteleira bem estruturada. Em 1996 sua população era de 117.094 habitantes.


Microsoft ® Encarta ® Encyclopedia 2002. © 1993-2001 Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

Tira - Dilbert

Imagem

QUANTA INFORMAÇÃO O CÉREBRO PODE ARMAZENAR?

Imagem
Os especialistas afirmam que não há uma resposta exata para essa pergunta. "É impossível comparar o cérebro do homem a uma máquina, porque a quantidade de informações que guardamos não pode ser quantificada. Quem falar em números estará mentindo", diz o neurologista Ivan Izquierdo, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ao longo da evolução, o cérebro humano aumentou de tamanho e aprimorou suas funções, mas a capacidade de armazenar e recordar fatos é um enigma não totalmente desvendado pela ciência. E esse mistério vem de longe. No século 4 a.C., o filósofo grego Platão comparava a memória a uma lâmina riscada, que mantinha a impressão até ser apagada pelo desgaste do tempo, e Aristóteles pensava que era o coração quem controlava as lembranças. Hoje, sabe-se que o cérebro é quem retém as informações e as divide em dois tipos principais de memória.

A primeira, de curto prazo, armazena apenas de seis a sete itens - como nomes ou números de telefones por pouquí…

MOTO-CONHECIMENTO - FINAL

A razão da máquina

Mas eu me lembro que uma vez, em frente a um bar em Savage, no Estado de Minnesota, num dia de calor infernal, quase me traí. Ficamos no bar mais ou menos uma hora e quando saímos as motos estavam tão quentes que quase nem se podia sentar nelas.
Eu ligo a minha e quando estou prontinho para sair vejo o John acionando repetidamente o pedal do kick. O fedor de gasolina é tão forte que se diria estarmos ao lado de uma refinaria. Eu digo isso, achando que é suficiente para informá-lo de que o motor está afogado.
- Também estou sentindo o cheiro - confirma ele, continuando a quicar. E fica ali, quicando, quicando, saltando e quicando, e eu sem saber mais o que dizer. Por fim, ei-lo todo esbaforido, com a cara pingando de suor, sem poder tentar mais nem uma vez. Sugiro, então, que retire as velas para que elas sequem e os cilindros arejem, enquanto a gente toma outra cerveja.
Ah! meu Deus! E não é que ele não queria se dar a todo aquele trabalho?!
- Mas que trabalho?
- Ah, tira…